Relator conclui voto sobre recurso de Lula contra condenação no caso tríplex

Relator conclui voto sobre recurso de Lula contra condenação no caso tríplex

"A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu lançar uma ofensiva para saber se a apelação do petista contra sentença do juiz Sergio Moro - que o condenou a nove anos e seis meses de prisão - passou na frente de outras ações que tramitam no TRF-4 (...)". Compõem a turma três desembargadores: o relator João Pedro Gebran Neto, o revisor Leandro Paulsen, e o decano da Corte, Victor Laus. Somente os desembargadores da 8° Turma do TRF-4 terão acesso ao conteúdo do voto.

O julgamento do recurso a essa condenação deve ocorrer nos primeiros meses de 2018 e vai ser decisivo para Lula, que enfrenta ainda outros processos na justiça, poder ou não disputar as presidenciais desse ano, cuja corrida actualmente lidera. Em outro processo, o do recebimento de um apartamento triplex numa praia de São Paulo como "luvas" pagas dessa feita pela constructora OAS, Sérgio Moro já condenou Lula a nove anos e meio de prisão, com permissão para o ex-presidente aguardar recurso em liberdade. O revisor - que apenas confere o processo e não o voto do relator - é quem marcará o julgamento, mas ainda não há previsão de data para que o recurso seja analisado pela Corte. No documento assinado pelo advogado Cristiano Zanin Martins, o defensor do ex-presidente nas ações da Lava Jato pediu a anulação da decisão de Moro, considerada por ele "injusta e injurídica". Os advogados também afirmam que Moro cerceou o direito à ampla defesa, e que a denúncia contra o ex-presidente se baseia em depoimentos de réus que apresentaram "uma falsa versão incriminadora contra Lula em troca de benefícios diversos".

Ller este