Governo tenta convencer aliados em reunião neste domingo — Reforma da Previdência

Governo tenta convencer aliados em reunião neste domingo — Reforma da Previdência

Na semana passada, o governo chegou a trabalhar pela votação em primeiro turno da proposta nesta quarta-feira, mas, com a base desmobilizada, mudou a estratégia e decidiu trabalhar durante mais uma semana para conquistar votos da base à proposta.

De acordo com o petista, "enquanto Temer torra milhões na TV mentindo sobre a reforma da Previdência, as empresas devedoras do INSS seguem impunes, recebendo benefícios fiscais, e os aliados do governo no Congresso continuam sorrindo, com os bolsos cheios de dinheiro de emendas e cargos". Já Rodrigo Maia disse que é melhor se manter realista sobre as dificuldades de aprovar a reforma este ano. A questão é saber quando. "A reforma é que vai garantir os investimentos e manter os salários dos servidores em dia", defendeu Maia. Um pouco antes, em discurso durante evento no Rio, ele contou que teve uma reunião produtiva sobre a reforma neste domingo com parlamentares na casa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Governistas trabalham agora para que a proposta seja votada na Casa na semana de 11 a 15 de dezembro.

No próximo domingo, o presidente Michel Temer participará de jantar com lideranças e dirigentes de partidos da base. "Nosso maior desafio é buscar os 40 votos que a gente precisa fora da base de apoio na votação da denúncia", calculou Efraim Filho. "O presidente vai receber o apoio à reforma, estão previstos 100 parlamentares", afirmou Afif ao Blog.

"Otimista não dá ainda para ser otimista". Todos se manifestaram e acho que a gente sai da reunião de hoje com uma expectativa muito grande de conseguir reunir os votos desses partidos, que somam mais de 320 votos.

Ller este