Distinção de Jerusalém como capital de Israel prejudica paz — Palestina

Distinção de Jerusalém como capital de Israel prejudica paz — Palestina

Neste final de semana, o presidente palestino, Mahmoud Abbas, falou por telefone com os líderes de Egito, Jordânia, Catar e França, depois que diversas informações apontaram que Trump cogita aceitar Jerusalém como capital de Israel, cuja parte oriental a comunidade internacional considera ocupada e que os palestinos reivindicam como capital do seu futuro Estado. Hoje, a representação diplomática de Washington e de outros países ficam na cidade de Tel-Aviv. Estes planos ainda não foram tornados oficiais.

A questão da capital do país é controversa.

Tanto Israel quanto Palestina afirmam que Jerusalém é sua capital.

Recentemente, segundo o vice-presidente norte-americano, o presidente dos EUA admitiu transferir a embaixada dos Estados Unidos em Israel de Telavive para Jerusalém apesar de, a 7 de outubro, ter garantido o contrário.

O presidente Donald Trump ainda não decidiu sobre reconhecer Jerusalém como a capital de Israel ou sobre a mudança da embaixada dos EUA de Tel Aviv para a cidade sagrada.

As controvérsias relacionadas com Jerusalém remontam aos tempos da Guerra dos Seis Dias, em 1967, quando a questão da declaração da soberania israelense sobre Jerusalém Oriental e Cisjordânia começou a ser questionada. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Ller este