Cesta básica em Manaus tem quatro produtos com alta de preços

Cesta básica em Manaus tem quatro produtos com alta de preços

Em novembro, o custo do conjunto de alimentos essenciais apresentou queda em 17 das 21 cidades onde o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) realiza mensalmente a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos. As maiores quedas ocorreram no Rio de Janeiro (3,25%), Belém (2,26%) e Brasília (2,12%). No Nordeste, 4 cidades tiveram elevação no valor da cesta: Aracaju (0,21%), Maceió (0,44%), Recife (0,58%) e Natal (0,96%).

Os riograndenses também foram os que mais comprometeram o orçamento na compra dos produtos.

O valor mais baixo foi encontrado em Salvador (R$ 315,98), seguida de João Pessoa (R$ 324,90) e Recife (R$ 327,85).

Dentre os produtos que tiveram queda estão a banana (-9,85%), o arroz (-4,78%), do feijão (-3,77%), do óleo de soja (-3,47%), do café (-2,50%) e do tomate (- 0,21%). Isso porque quem ganha o salário mínimo recebeu R$ 862,04 após os descontos da parcela referente ao INSS sobre o valor bruto de R$ 937.

Seguidas de Porto Alegre, com a cesta mais cara (R$ 444,16), vieram as cidades de São Paulo (R$ 423,23) e Florianópolis (R$ 415,00).

Em novembro de 2017, o tempo de trabalho necessário para adquirir os produtos da cesta básica em Manaus foi de 81 horas 10 minutos, ligeiramente inferior a jornada calculada para outubro de 2017, de 81 horas 59 minutos. Em novembro de 2016 a cesta básica custou R$ 394,21 e a variação acumulada nos últimos doze meses ficou em (-12,32%).

Campo Grande registrou a maior queda no preço dos produtos que compõe a cesta básica no período de um ano, entre as capitais do país. Em outubro de 2017, o piso mínimo necessário correspondeu a R$ 3.754,16, ou 4,01 vezes o mínimo vigente.

Levando-se em conta uma pequena família de quatro pessoas, dois adultos e duas crianças, e supondo-se que as duas crianças consomem o equivalente a um adulto, o trabalhador gastou R$ 1.079,13 somente para cobrir a despesa mínima familiar com alimentação.

Ller este