Zimbabué: Mugabe e a mulher conseguem imunidade e proteção

Zimbabué: Mugabe e a mulher conseguem imunidade e proteção

Robert Mugabe liderava o Zimbabué desde 1980 mas resignou ao seu cargo esta terça-feira depois de os militares terem tomado o controlo do país e terem desencadeado uma acção de protesto contra o presidente. A decisão foi considerada uma manobra da primeira-dama, Grace Mugabe, para se desfazer de seu principal rival na corrida pela sucessão do marido no poder.

A história do apelido "crocodilo" é a seguinte.

Reconhece que esteve sempre em contacto com o comando militar responsável pela operação que levou à ocupação de Harare e à prisão domiciliária do Presidente.

Um outro porta-voz, desta vez da Zanu-PF, foi por sua vez citado pela Bloomberg. Até lá, é possível que Mugabe tome a iniciativa de se demitir por vontade própria.

Mugabe, até agora o mais velho chefe de Estado do Mundo, enfrentava um processo de destituição baseado em várias acusações, entre as quais a de que teria "permitido à sua mulher usurpar o poder constitucional" ou que estaria demasiado velho para governar. No entanto, o Zimbábue entrou em uma grave crise econômica nos anos 2000, com hiper inflação e desvalorização praticamente total da moeda local.

Moyo revelou que Mugabe será tratado como "herói" da independência, apesar de ter perdido o poder. Grupos de activistas e opositores do antigo Presidente acusam o casal Mugabe de ter roubado propriedades utilizando para isso as forças policiais.

Na sua carta de demissão, lida pelo presidente da mesa do parlamento do Zimbabué, Mugabe diz que se afasta do cargo para que possa haver "uma transição de poder" tranquila.

De volta do exílio, o vice-presidente destituído Emmerson Mnangagwa fez um discurso comemorando a renúncia.

Robert Mugabe e a sua mulher, Grace, permanecerão no Zimbabué e gozarão de imunidade diplomática.

Segundo associações de direitos humanos do país, ouvidas pelo jornal New York Times, todas as reais decisões políticas acontecem nos bastidores e o processo de sucessão seria legal somente nas aparências, em uma 'ditadura disfarçada'. E completou: "O que acontecerá é que toda a culpa será aplicada à esposa".

Ller este