Vice-cônsul dos EUA baleada no Rio tem alta e deixa hospital

Vice-cônsul dos EUA baleada no Rio tem alta e deixa hospital

Ela estava com o marido, Jace Joseph Salas, em um Fiat Palio, quando foi abordada por criminosos.

O crime aconteceu por volta das 21h, na altura do bairro Ariró, no quilômetro 489 da BR-101.

O Consulado Geral dos Estados Unidos no Rio de Janeiro acaba de divulgar uma nota para confirmar que "uma oficial foi vítima de um tiro". As investigações sobre o caso estão sob responsabilidade da 166ª Delegacia de Polícia, em Angra dos Reis. A embaixada americana ainda não se pronunciou sobre o assunto. Um dos tiros atingiu o pé da vice-cônsul. Ao parar, perceberam uma movimentação estranha e arrancaram com o carro. De acordo com a Polícia Civil da região, ela foi encaminhada ao hospital, e o caso, registrado por agentes da Polícia Rodoviária Federal como tentativa de latrocínio (roubo seguido de morte). O homem armado atirou e dois disparos atingiram o carro. Até o momento, não há mais informações sobre o estado de saúde da vice-cônsul.

A diplomata, não identificada, foi levada para o Hospital Samaritano, no Rio, para ser submetida a uma operação, segundo comunicado da polícia.

Mesmo após o episódio, o casal decidiu ir de uma unidade hospitalar para a outra por conta própria.

Ele explica que os turistas conseguiram chegar até a Polícia Rodoviária Federal, onde pediram ajuda. A delegacia de Angra dos Reis abriu um inquérito para apurar o caso e suspeita que o atirador pertença a uma quadrilha que atua na rodovia Rio-Santos.

Ller este