Tite defende e leva Neymar às lágrimas em entrevista

Tite defende e leva Neymar às lágrimas em entrevista

A situação de Neymar no Paris Saint-Germain foi um dos grandes temas desta sexta-feira na conferência de imprensa do selecionador brasileiro após a vitória (3-1) sobre o Japão.

"Não estou aqui bravo ou p. da vida". De acordo com o jornal britânico The Guardian, Marcelo, companheiro do atacante na seleção brasileira, informou a diretoria do clube espanhol que seu compatriota não está nada contente com a nova vida na França.

"Não estou chateado. Vim com vontade própria, de dizer o que eu penso". Eu sou bem realista, não gosto de burburinhos, de histórias. Rumo ao milionário PSG, o atacante chegou em um elenco já montado e pronto para o início da temporada o que lhe rendeu algumas polêmicas como o episódio do pênalti com Cavani e os desentendimentos com o treinador da equipe, como afirma os jornais locais.

O jornal ainda fala sobre a grandeza que o Paris Saint Germain tem que nem mesmo Emery pensou em comandar uma equipe tão cheia de estrelas assim e que ele se omitiu na polêmica das penalidades, sendo administrada pelos jogadores experientes do clube, como Thiago Motta, Thiago Silva e Daniel Alves. Sem conter a emoção, Neymar se apoiou no treinador brasileiro e chorou. "Independente se tem brasileiros ou não". "A gente divide", disse. Todos me trataram com carinho e respeito. "Sou feliz sempre, sai do Barcelona feliz e continuo muito feliz", salientou.

Neymar admitiu que "qualquer adaptação em um ambiente de trabalho novo é difícil e leva tempo", mas disse ter sido muito bem acolhido. Sou um cara de 25 anos que vem aprendendo muito no futebol, já errei muitas vezes, vou errar ainda. "Vou errar muito ainda, mas sei que tenho de mudar e melhorar".

Após desabafar e pronto para sair da sala de coletiva, Tite pediu para que ele ficasse e também o defendeu. Cansei de ouvir que o Tite tinha problemas com o Neymar. Às vezes a gente reage de maneira errada, eu fiz isso. Posso falar, com a minha carreira, da personalidade e caráter que ele tem. Existe uma série de aspectos para não tomar cuidado para generalizar. Então abraçou o treinador e deixou a coletiva emocionado, secando os olhos com as mãos.

Ller este