Petrobras registra lucro de R$ 266 milhões no 3º trimestre

Petrobras registra lucro de R$ 266 milhões no 3º trimestre

A Petrobras informou nesta segunda-feira que teve lucro líquido de 266 milhões de reais no terceiro trimestre, abaixo da expectativa bilionária do mercado, em meio a eventos não recorrentes, como contingências judiciais e adesão a programas de regularização tributária. Foi o quarto trimestre consecutivo com resultado positivo. No mesmo período do ano passado, essas receitas haviam somado R$ 2,388 bilhões.

Em relação a 2016, houve redução de 7% na dívida bruta da empresa, passando de R$ 385,78 bilhões para R$ 359,41 bilhões.

Os gastos não previstos no terceiro trimestre chegaram a R$ 3,3 bilhões. O resultado reverte o prejuízo de R$ 16 milhões no mesmo período do ano passado.

O presidente da estatal, Pedro Parente, ressaltou a alta das exportações em 39% e redução de 19% das importações.

Ele evitou, porém, projeções sobre o primeiro lucro anual desde 2013 -e, consequentemente, sobre o pagamento de dividendos a seus acionistas.

Segundo a companhia, o resultado foi puxado pelas maiores exportações líquidas de petróleo e derivados, a preços mais elevados. No mesmo período de 2016, quando realizou a revisão dos valores de ativos, a companhia teve prejuízo de R$ 16,5 bilhões. No 1ª e 2ª trimestre do ano, a petroleira registrou ganhos de R$ 4,45 bilhões e R$ 316 milhões, respectivamente.

De janeiro a setembro, o Ebitda ficou praticamente estável, em R$ 63,571 bilhões, ante R$ 63,905 bilhões do mesmo período de 2016.

Pelo décimo trimestre consecutivo, a companhia teve fluxo de caixa livre, isto é, gerou mais dinheiro do que gastou -no acumulado do ano, a sobra já é de R$ 37,5 bilhões, recursos que estão sendo usados para rever o perfil da dívida da empresa. "Desses 2 bilhões de reais, aproximadamente 900 milhões foram do Refis, (programa de refinanciamento de débitos tributários da União)", afirmou o diretor financeiro da Petrobras, Ivan Monteiro, em entrevista a jornalistas. No ano, a Petrobras amortizou pagou R$ 91 bilhões em dívidas e captou R$ 72 bilhões. De R$ 314,12 bilhões para R$ 279,23 bilhões.

Os investimentos permanecem abaixo do registrado no ano anterior.

Ller este