Ministro das Cidades, do PSDB, pede demissão

Ministro das Cidades, do PSDB, pede demissão

O ministro brasileiro das Cidades, Bruno Araújo, entregou na tarde desta segunda-feira ao presidente Michel Temer a sua carta de demissão.

Seu pedido para deixar o governo se dá em meio ao racha político no PSDB, com relação à permanência no governo federal.

A cizânia tucana se intensificou durante a tramitação, na Câmara dos Deputados, da segunda denúncia do Ministério Público contra Temer.

Na sua carta de demissão, o ministro agradeceu a Temer a oportunidade de participar no Governo brasileiro e justificou a saída dizendo apenas que não conta, dentro do seu partido, como "apoio que permita seguir nesta tarefa [de ajudar o Governo]".

Assim, pode ser entendido que já foi dado início à debandada dos tucanos da base aliada do governo federal. No evento, foram entregues os primeiros cartões reforma do programa do Ministério da Cidades que prevê o repasse de dinheiro a beneficiários do Minha Casa, Minha Vida para eles reformarem as moradias. A ideia de Michel Temer era tirar dois ministros do PSDB, entre eles Bruno Araújo.

Ller este