Míssil balístico da Coreia do Norte cai em território marinho japonês

Míssil balístico da Coreia do Norte cai em território marinho japonês

A Coreia do Norte fez hoje um novo disparo de míssil balístico, segundo o Estado-Maior sul-coreano. "Estamos em processo de avaliação da situação e divulgaremos informação adicional quando esta estiver disponível", disse o porta-voz do Pentágono, coronel Robert Manning. "O que é certo é que há um esforço contínuo de construir uma ameaça com um míssil balístico que coloca em risco a paz mundial, a paz regional e o próprio Estados Unidos", apontou.

O governo japonês protestou contra o disparo, e o premiê Shinzo Abe convocou uma reunião de emergência de seu gabinete. "Pedimos à Coreia do Norte que mude sua política".

A agência informa que o míssil foi disparado da província de South Pyongan em direção ao leste e que militares sul-coreanos estão analisando os detalhes em parceria com o Estados Unidos.

Mais cedo, a Casa Branca disse que Trump foi comunicado sobre o lançamento do míssil balístico por Pyongyang enquanto o projétil ainda estava no ar.

O Comando de Defesa do Espaço Aéreo da América do Norte (Norad) "determinou que o lançamento do míssil da Coreia do Norte não representou uma ameaça para a América do Norte, nossos territórios ou nossos aliados", acrescenta o texto. Pyongyang respondeu com ofensas ao presidente Donald Trump. As emissões, que tinham estado paradas, retomaram, em janeiro deste ano, como resposta ao quarto teste nuclear de Pyongyang.

Ller este