Fundador da Web Summit pede desculpa pelo jantar no Panteão Nacional

Fundador da Web Summit pede desculpa pelo jantar no Panteão Nacional

O comentário do Presidente foi feito após ter sido conhecido e confirmado que o Panteão Nacional acolheu de facto o jantar especial organizado a propósito do final da Web Summit, evento que se realizou em Lisboa entre os passados dias 6 e 9.

Recorrendo à rede social Twitter, Cosgrave referiu que "culturalmente" Portugal e Irlanda têm uma "abordagem muito diferente em relação à morte" e garantiu que nunca pretendeu "ofender os grandes heróis do passado português". Isso não faz com que esta seja a abordagem mais correcta em Portugal.

Cosgrave conta que, na Irlanda, a morte é celebrada e que, no passado, "o jantar mais importante dos fundadores teve lugar na Catedral Christ Church, em Dublin. Pedimos desculpa por termos tentado celebrar os founders desta forma".

"A utilização do Panteão Nacional para eventos festivos é absolutamente indigna do respeito devido à memória dos que aí honramos".

Nesse sentido, o executivo vai proceder à alteração do referido despacho "para que situações semelhantes não voltem a repetir-se, violando a história, a memória colectiva e os símbolos nacionais".

Para o Panteão Nacional, os preços oscilam entre os 5.000 euros, por evento, no corpo central do edifício - sob a cúpula -, para fins comerciais, e os 1.500 euros da cedência do adro, para um acontecimento cultural.

"É uma grande falta de responsabilidade e uma grande falta de vergonha ouvirmos o Primeiro-ministro a revelar uma grande indignidade, quando é claro no regulamento que a autorização da utilização dos espaços culturais está dependente de organismos do Estado e que esses eventos não podem ser contrários ao valor e ao domínio histórico que os espaços em causa terão", defendeu o vice-presidente do grupo parlamentar do PSD, em declarações à TSF.

Segundo a organização da Web Summit, nesta segunda edição do evento em Portugal que decorreu entre segunda e quinta-feira na capital portuguesa, participam 59.115 pessoas de 170 países, entre os quais mais de 1.200 oradores, 1.400 investidores e 2.500 jornalistas.

Ller este