Cenas com Kevin Spacey são cortadas de novo filme de Ridley Scott

Cenas com Kevin Spacey são cortadas de novo filme de Ridley Scott

Kevin Spacey vai ser substituído por Christopher Plummer com um dos atores centrais de "Todo o Dinheiro do Mundo", uma mudança que obrigará a que voltem a ser filmadas as cenas em que surgia o ator envolvido num escândalo de abusos sexuais.

Os actores Mark Wahlberg e Michelle Williams, que também entram no filme, já terão acordado com o realizador participar nas novas filmagens, avança o site TMZ.

Kevin interpretava a personagem de J. Paul Getty no drama policial que aborda o rapto do neto do milionário norte-americano. Isto depois do ator ter assumido publicamente a sua homossexualidade e informado que ia sujeitar-se a tratamento psicológico. De acordo com o Hollywood Reporter, Plummer era a primeira opção de Scott, mas o estúdio responsável pelo filme, o TriStar (da Sony), queria um nome mais conhecido.

O filme, que vinha sendo tratado até como possível candidato ao Oscar em 2018, deve amargar bilheterias ruins em função da exposição de Spacey.

A polícia da ilha disse não poder confirmar ou desmentir que uma queixa de agressão sexual tinha sido avançada "sem um consentimento escrito da vítima".

A 1 de novembro, a Academia Internacional de Televisão, Arte e Ciência anunciou o cancelamento da homenagem que seria feita ao ator Kevin Spacey na edição deste ano. Spacey é uma das personalidades de Hollywood sobre quem mais acusações impendem depois da onda provocada pelas acusações contra o produtor Harvey Weinstein.

Na semana passada, a CNN publicou os relatos de oito actuais e antigos membros da equipa de produção de House of Cards que denunciam um padrão "predador" no comportamento de Spacey. Na quarta-feira, mais três homens e uma mulher juntaram-se às denúncias contra o actor. Além disso, o ator estava na corrida para uma indicação ao Oscar.

Ller este