Após lesão na clavícula ser confirmada, Diego Alves pode passar por cirurgia

Após lesão na clavícula ser confirmada, Diego Alves pode passar por cirurgia

O chefe do departamento médico do Flamengo, Márcio Tannure, confirmou nesta sexta-feira o afastamento do goleiro Diego Alves por dois meses por causa de uma fratura na clavícula sofrida no primeiro tempo da vitória por 2 a 1 sobre o Junior Barranquilla, na última quinta-feira à noite, no Maracanã, no duelo de ida da semifinal da Copa Sul-Americana. Ele será operado amanhã no hospital Samaritano, aqui na Barra. O Mengão corre contra o tempo para recuperar o atleta sem necessidade de uma cirurgia.

De acordo com a previsão do chefe de Tannure, Diego Alves poderá retomar as primeiras atividades físicas na academia em cerca de duas semanas.

A expectativa é a de que o goleiro já possa realizar trabalhos na físicos (bicicleta ergométrica, etc) dentro de 15 dias. Diego Alves se lesionou após um choque forte com o meia Yony González, do Junior Barranquilla.

O lance que causou a fratura aconteceu aos 18 minutos do primeiro tempo.

Com a lesão, Diego Alves perderá os jogos finais do Flamengo na temporada, e será substituído por Alex Muralha, que vive uma relação de ódio com o torcedor. Então, o Gabriel Batista que deve ser inscrito na Conmebol Sul-Americana, mas o Flamengo vai fazer essa consulta a Conmebol para esclarecer direitinho se é possível ainda reinscrever o César. A entidade, no entanto, liberou a inscrição de César, já que o jogador não saiu da lista por lesão.

Ller este