Zanin se diz surpreso por Moro recusar perito na entrega de recibos

Zanin se diz surpreso por Moro recusar perito na entrega de recibos

Os originais foram exigidos por Moro, atendendo ao pedido do Ministério Público, que considerou as cópias dos recibos "ideologicamente falsas".

A partir desta segunda-feira será contado um prazo de dez dias para que a defesa de Lula tome conhecimento da intimação feita pelo juiz.

Para a Procuradoria da República em Curitiba, a Odebrecht custeou a compra do apartamento, em nome de Glaucos da Costamarques, primo do pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente. Para a força-tarefa da Lava Jato, Lula seria o verdadeiro dono do apartamento vizinho ao dele.

Em resposta à acusação do MPF de que não foram encontrados documentos relativos ao aluguel do apartamento vizinho ao de Lula nas operações de busca e apreensão em imóveis relacionados a ao ex-presidente, a defesa afirmou hoje que, à época das operações, o apartamento não era alvo das investigações.

Os advogados de defesa do ex-presidente alegam que o 'contrato de locação firmado entre o Sr.

"O contador Muniz Leite emitiu declaração esclarecendo, dentre outras coisas, que (i) também era contador do Sr". Glaucos; (ii) que recebia "das mãos" de Glaucos e "periodicamente" os recibos de locação no período questionado (2011 e 2015); e, ainda, que (iii) que em 2015 esteve com o Sr.

Os defensores ainda dizem que 'a quebra de sigilo bancário do Sr. "Senhor Glaucos declarou à Receita Federal e à Polícia Federal, em junho e outubro de 2016, respectivamente, que recebia os aluguéis", argumentou a defesa. "Entre 2011 e 2015 o Sr". Glaucos de alguns assuntos, inclusivo dos recibos de aluguéis.

A Lava Jato afirma que não houve pagamento de aluguel entre fevereiro de 2011 e pelo menos novembro de 2015, do imóvel vizinho ao do petista, em São Bernardo. "2011" que não registra despesas com a locação do imóvel. "Marisa Letícia Lula da Silva, de 2011 a 2015, os quais serviam também para dar lastro à declaração de Imposto de Renda". Após esse prazo, será estabelecido o tempo limite de 48 horas para que Lula apresente os valores originais dos recibos do aluguel, uma forma de prova para mostrar que o ex-presidente não recebeu propina da empreiteira Odebrecht.

Para contestar a versão, a defesa de Lula apresentadou a Justiça 31 recibos, para comprovar que a família de Lula paga os aluguéis regularmente.

Em ofício ao juiz Sergio Moro, o Hospital Sírio-Libanês confirmou que o contador João Muniz Leite visitou o empresário Glaucos da Costamarques três vezes enquanto estava internado para um procedimento cardiovascular.

Em nota, os advogados de Lula afirmaram que "surpreende a defesa o fato de o juiz não aceitar a realização de uma audiência para a entrega das vias originais dos recibos, atestando o estado em que os documentos serão apresentados para dar total transparência ao ato".

Na mesma oportunidade pedimos ao juiz que seja cumprida a garantia da igualdade (paridade de armas) por meio da autorização de perícia também em documentos apresentados pelo MPF cuja autenticidade havia sido por nós questionada em 1º/09 - ou seja, antes do questionamento do MPF em relação aos recibos.

Ller este