Para TST, greve dos Correios é abusiva

Para TST, greve dos Correios é abusiva

Com 11 dias em greve completados na sexta-feira (29), os funcionários dos Correios permanecem paralisados.

Segundo Emmanoel, do ponto de vista prático, se os funcionários de determinado segmento estão em greve e esta é determinada como abusiva isso "simplesmente significa que não estão em greve, cabendo ao empregador adotar as providências que entender pertinentes, conforme sua conveniência, partindo da premissa de que para tais trabalhadores não há greve, mas simplesmente ausência ao trabalho ". De acordo com a empresa, mais de 91 mil funcionários ainda estão trabalhando normalmente.

"Vamos levar a greve até as últimas consequências". Segundo a assessoria, a ação ocorreu por conta do desacordo entre a empresa e os sindicatos.

Na semana que vem, provavelmente na segunda-feira (2), os Correios devem ingressar no TST com uma ação de dissídio coletivo. Outra reclamação deles é que vão passar a pagar o plano de saúde. Atualmente o plano é custeado totalmente pela empresa, mas os Correios pretendem exigir mensalidade dos funcionários.

A decisão ainda permite que os Correios tomem medidas contra quem não comparecer no expediente. A ação, proposta à Justiça do Trabalho, busca solucionar questões não resolvidas em negociação direta.

Em Rio Preto e região, 300 trabalhadores estão de braços cruzados em protesto contra a retirada de cláusulas do acordo coletivo feito entre o movimento sindical e os Correios. As informações são da Agência Brasil.

O Tribunal Superior do Trabalho (TST), em decisão do vice-presidente do órgão, Emmanoel Pereira, determinou que a greve dos empregados dos Correios é abusiva e por isso determinou que os grevistas retornem imediatamente ao trabalho.

Neste sábado e domingo, os Correios realizarão, novamente, mutirões para colocar em dia a carga de objetos postais. No Espírito Santo, o efetivo em atividade é de 1672 empregados, equilavente a 85,44% do número total.

Em todo o País, continua a nota, a rede de atendimento está aberta e todos os serviços, inclusive o SEDEX e o PAC, continuam disponíveis. Apenas os serviços com hora marcada, como o Sedex 10, Sedex 12, Sedex Hoje, Disque Coleta e Logística Reversa Domiciliária, estão suspensos. As medidas, segundo os Correios, visam reduzir os impactos da greve para a população.

Ller este