Microsoft abandona de vez o Windows Phone

Microsoft abandona de vez o Windows Phone

Os smartphones com Windows estão realmente mortos.

O executivo admitiu ainda que a empresa de Redmond não conseguiu convencer, nem mesmo com incentivos monetários, desenvolvedores a criar e desenvolver apps para seu sistema. Depois, durante as conferências Build and Inspire da empresa, o presidente executivo Satya Nadella deixou de lado o mantra "mobile-first, cloud-first" (primeiro o celular e a nuvem) para focar no que chamou de navegador e nuvem inteligente. "Se você quisesse alcançar muitos usuários de smartphones, o Windows Phone não é a maneira para se fazer isso", afirmou o diretor do Windows, Terry Myerson, em uma entrevista ao The Verge em 2016.

"A gente tempo MUITO incentivar desenvolvedores". Em Julho, a Microsoft já tinha anunciado o fim do suporte para o Windows 8.1 para mobile, a versão anterior ao Windows 10. "Pagamos, escrevemos-lhes, mas o volume de utilizadores é muito baixo para que a maioria das companhias invista", lê-se na publicação.

Aliás, até os nomes fortes da Microsoft, como Joe Belfiore e Bill Gates assumiram utilizar diariamente dispositivos Android, o que mostra bem as limitações da versão mobile do Windows.

Infelizmente, como o próprio aplicativo mostrado no vídeo já mudou um bocado até o que temos hoje, é melhor esperar ainda mais mudanças até o lançamento da plataforma de realidade mista da companhia. Em outra mensagem, Belfiore confirmou que "como usuário individual", ele também trocou de plataforma, por conta da diversidade de dispositivos e aplicativos. "Também vamos apoiar esses usuários!"

Ller este