Americano ganha Nobel de Economia

Americano ganha Nobel de Economia

De acordo com a organização, ele venceu o Nobel "por suas contribuições para a economia comportamental".

Nesta teoria é considerada a forma como a pessoa pensa e atua ao tomar decisões econômicas, influenciada pela preferências sociais, falta de autocontrole e limitações de raciocínio.

Richard Thaler é autor de best-sellers sobre ciências do comportamento, nomeadamente "Nudge" (em co-autoria com Cass Sustein), de 2008, e "Misbehaving", de 2015, bem como de vários artigos académicos sobre economia comportamental.

Segundo a Real Academia Sueca de Ciências, Thaler, 72 anos, foi laureado por causa de seus estudos sobre economia comportamental. Na mesma conversa, questionado sobre como gastaria o dinheiro do prémio (cerca de 940 mil euros), respondeu com sentido de humor: "Esta é uma pergunta muito engraçada".

"Suas descobertas empíricas e ideias teóricas têm sido fundamentais na criação do novo campo da economia comportamental e de sua rápida expansão, que teve um impacto profundo em muitas áreas de pesquisa e de política econômicas".

Thaler é considerado o pai da economia comportamental, que estuda como o pensamento e as emoções afetam as decisões econômicas individuais e o comportamento dos mercados. Ele foi um dos fundadores do campo das finanças comportamentais, que estuda como as limitações cognitivas influenciam os mercados financeiros. O vencedor do Nobel também mostrou como a aversão às perdas pode explicar por que as pessoas valorizam mais um mesmo item quando o detêm, um fenômeno chamado "efeito doação". Pouco depois, ele frequentou a Universidade de Rochester, onde obteve mestrado em 1970 e um doutorado em 1974.

O Nobel de Economia é o último concedido este ano. Os outros prêmios Nobel (Medicina, Física, Química, Literatura e Paz) foram entregues pela primeira vem em 1901.

Ller este