"O Rei das Manhãs" é indicado para disputar vaga no Oscar

Para coordenar o processo de seleção, o Ministério da Cultura (MinC) nomeou a Academia Brasileira de Cinema (ABC), entidade não-governamental que formou uma comissão com profissionais do setor audiovisual: Jorge Peregrino, diretor vice-presidente da ABC; Paulo Roberto Mendonça, roteirista e diretor do Canal Brasil; Iafa Britz, produtora audiovisual; David Schürmann, diretor de Pequeno Segredo, filme que representou o Brasil no Oscar 2017; o roteirista Doc Comparato e os cineastas João Daniel Tikhomiroff e Miguel Faria Jr.

Dirigido por Daniel Rezende, a produção marca a sua estreia como cineasta após uma vasta carreira como montador de obras como Cidade de Deus, Diários de Motocicleta e O Ano Em Que Meus Pais Saíram De Férias e Tropa de Elite. O ator então tem a chance de se tornar Bingo, um palhaço apresentador de programas infantis e líder de audiência - por isso, O Rei das Manhãs. A produção derrotou "Polícia Federal - A Lei É para Todos", obra inspirada na operação Lava Jato.

O filme é a cinebiografia de Arlindo Barreto, um dos intérpretes do palhaço Bozo no programa homônimo dos anos 1980. Agora, Bingo concorre ao lado de outros filmes internacionais para ser escolhido como um dos finalistas pela Academia. Recentemente, "Bingo" também foi o escolhido para ser o representante brasileiro a disputar uma vaga na categoria de Melhor Filme Ibero-Americano no Prêmio Goya, que acontecerá em fevereiro de 2018.

Ller este