Há uma lista de colocações falsa a circular na Internet — Ensino superior

Há uma lista de colocações falsa a circular na Internet — Ensino superior

Quase 45 mil alunos ficaram colocados no ensino superior público na primeira fase do concurso nacional de acesso, 49% dos quais no curso da sua preferência, segundo dados da Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) divulgados este domingo.

No decurso do último ano letivo o ministro Manuel Heitor propôs a estudantes e instituições de ensino superior que o processo de atribuição de bolsas de estudo passasse a ser uma contratualização ao longo de todo o curso, e não um processo repetido anualmente, para simplificar e agilizar procedimentos e pagamentos.

O terceiro lugar no pódio dos cursos mais difíceis de entrar vai para Engenharia de Gestão Industrial, da Universidade do Porto.

Está a circular na internet uma lista falsa de colocações das vagas do Acesso ao Ensino Superior 2017/18, anunciou esta sexta-feira o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES).

Na cauda do "ranking" da procura no ensino superior estão os politécnicos.

Número de alunos colocados no Ensino Superior é o mais elevado dos últimos sete anos

Os dados da tutela indicam que em 2016-2017 beneficiaram de bolsas de ação social 71.941 estudantes, o que representa 20% dos alunos inscritos no ensino superior. Foram mais de 27 mil os colocados em universidades, em contraste com os 17 mil que ficaram colocados em politécnicos.

No ensino universitário, o número de colocados cresceu cerca de 2,3%, num total de 27 648 em comparação ao ano passado com 27 036.

Lisboa, 10 set (Lusa) - O Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP) classificou hoje como "ótimo resultado" o aumento de 8,4 por cento do número de estudantes colocados no ensino politécnico, destacando o papel destas instituições no desenvolvimento dos territórios menos populosos.

As notas cimeiras continuam, ainda assim, a pertencer às universidades.

No que diz respeito às áreas de formação, a tendência mantém-se, com as engenharias e técnicas afins, saúde e ciências empresariais a liderar a lista de maior número de colocações. A Direcção-Geral do Ensino Superior divulgou os resultados da 1.ª Fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior 2017, que, como é habitual, deve ter provocado um misto de emoções entre a euforia, a esperança e a desilusão.

Ller este