Meirelles pede que agências 'adiassem' revisão de nota do Brasil — Economia

Meirelles pede que agências 'adiassem' revisão de nota do Brasil — Economia

Uma das principais apostas do #Governo do presidente da República #Michel Temer, trata-se da aprovação do projeto que consiste em uma reforma previdenciária no Brasil.

Ao mesmo tempo, a S&P retirou a observação negativa sobre o rating do país, mas ainda manteve uma perspectiva negativa.

Entretanto, a agência de risco S&P se manifestou, através de sua análise macroeconômica, que devido às perspectivas de que a reforma previdenciária possa avançar, de fato, no Congresso Nacional, não haveria, por ora, a possibilidade de que a nota soberana do país fosse rebaixada.

A agência afirmou ainda que a economia brasileira parece ter se estabilizado, e citou que o Congresso aprovou a reforma trabalhista em julho, além do governo seguir empenhado em fazer avançar a reforma da Previdência e levar adiante uma agenda microeconômica.

"Desde que colocamos nossa classificação do Brasil em observação negativa, em maio, o cenário político está um pouco mais estável, uma vez que o presidente Temer sobreviveu a uma votação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em junho e no Congresso em agosto, relacionado a corrupção", afirmou a S&P.

"Continuamos a ver força do governo para aprovar reformas" na Câmara e no Senado, destacou.

A diretora-executiva foi ainda mais longe, ao denotar que a #Reforma da Previdência Social é considerada muito "emblemática" para que o governo esteja apto a atacar e implementar a redução de pontos de rigidez das despesas públicas.

Ller este