Morreu George A. Romero, o "pai" dos filmes de zombies

Morreu George A. Romero, o

Romero, o lendário diretor de filmes clássicos como A Noite dos Mortos-Vivos, morreu neste domingo, 16 de julho, aos 77 anos. Ele sofria de câncer de pulmão.

George A. Romero revolucionou o cinema de terror com "A Noite dos Mortos Vivos" (1968). A produção rodada em Pittsburgh custou apenas US$ 114 mil e faturou US$ 30 milhões, tornando-se um cult.

A confirmação foi feita por seu amigo de longa data e produtor de seus filmes, Peter Grunwald.

Realizadores como Quentin Tarantino e John Carpenter nunca esconderam a admiração que tinham pelo trabalho de George Romero, que chegou a ganhar o Grande Prémio do Fantasporto, em 1988, pelo filme "Atracção Diabólica". O filme mostra um grupo de personagens presos em uma fazenda, que é atacada por uma horda de zumbis famintos. Depois de Night', expandiu esse apocalipse com Dawn of the Dead (Zombie - A Maldição dos Mortos-Vivos, 1978), que funcionou como uma mórbida critica ao consumismo e capitalismo, Day of the Dead (Dia dos Mortos, 1985), uma afronta às classes sociais estabelecidas e passando alguns anos, apostando noutra trilogia "de morte" com Land of the Dead (Terra dos Mortos, 2005), onde devolveu a astúcia ao subgénero, Diary of the Dead (Diário dos Mortos, 2007), um found footage sobre a queda do mundo moderno e Survivor of the Dead (A Ilha dos Mortos, 2009), um regresso ao signo da série Z. De acordo com a família, ele estava em Nova York na companhia da esposa, Suzanne Desrocher, e a filha, Tina Romero.

Ller este